Uncategorized

FVS-RCP apresenta Plano Estadual de Municipalização de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos

No intuito de capacitar municípios responsáveis por produções agrícolas no interior do Estado, o Grupo de Trabalho Interinstitucional (GT/Agrotóxicos), coordenado pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), realizou, nesta terça-feira (28/09), o lançamento do Plano Estadual de Municipalização de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos (VSPEA). O evento foi realizado de forma virtual, voltado para os secretários municipais de saúde e área técnica da saúde, produção e ensino de 29 locais selecionados.

O objetivo da reunião foi apresentar o VSPEA, seus planos e diretrizes, além de encorajar os municípios a preparar seus próprios planos, baseados no VSPEA estadual, para realizar a implantação da iniciativa nas localidades.

O VSPEA foi desenvolvido pelo GT/Agrotóxicos, que é coordenado pela FVS-RCP, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado (Adaf-AM), Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), Secretaria de Estado de Educação e Desporto,  Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Secretaria Municipal de Saúde (Semsa/Manaus), Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazônia), Instituto  e Centro de Informações Toxicológicas de Manaus (CIT).

A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca que é essencial que os municípios estejam aptos para realizar a vigilância em saúde de boas práticas agrícolas. “Os municípios selecionados para a apresentação do plano estão envolvidos com agricultura e, muitos deles, não têm informações adequadas sobre o mau uso de agrotóxicos e a dimensão dos problemas que eles podem causar à saúde”, explica Tatyana, acrescentando que o Estado seguirá dando suporte aos municípios.

De acordo com a componente do GT e bióloga, Raiane Teixeira Souza, a meta do VSPEA é implantar o plano em pelo menos 80% dos 29 municípios escolhidos até 2023. “O objetivo é instruir sobre o uso correto de agrotóxicos. O uso em doses muito altas ou com equipamentos inadequados pode causar problemas à saúde desses trabalhadores, como câncer e até mesmo depressão. Nossa meta é mudar esse cenário nos próximos anos”, salienta Raiane.

Cronograma

O GT/Agrotóxicos realiza, nesta quarta-feira (29/09), uma oficina on-line, dando continuidade ao plano. O tema da capacitação é “Oficina para Formação do Grupo de Trabalho Interinstitucional Municipal de Vigilância em saúde de Populações Expostas a Agrotóxicos (VSPEA)”, com foco voltado para os municípios participantes do VSPEA.

Referência

A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas e atua no monitoramento de doenças no estado. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus.

%d blogueiros gostam disto: