Uncategorized

MPAM estabelece convênio com CDL para utilização de seu banco de dados

Membros do Ministério Público do Amazonas (MPAM) e da Câmara dos Dirigentes dos Lojistas (CDL) se reuniram, na última quarta-feira, 19/10, a fim de discutir termos de um convênio para que o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) possa dispor das informações contidas no banco de dados da CDL.

O Gaeco e a CDL acreditam que essa atuação em conjunto vai potencializar as investigações criminais realizadas pelo órgão ministerial, dando celeridade à apuração dos fatos e contribuindo para a defesa da segurança social.

“Parcerias como essa com a Câmara de Dirigentes Lojistas são de grande importância, para que o Ministério Público possa aprimorar sua prestação de serviços no cumprimento de sua missão constitucional, sempre com autonomia e independência na defesa do interesse social”, ressalta o Promotor de Justiça Márcio Pereira de Mello.

Na ocasião, estiveram presentes os Promotores de Justiça Márcio Pereira de Mello, Edinaldo Aquino Medeiros e Armando Gurgel Maia, integrantes do Gaeco, e o Presidente da CDL, o empresário Ralph Assayag.

Segundo o presidente do CDL, a reunião com o Gaeco foi bastante produtiva. “O volume de informações contido em nosso banco de dados vai facilitar o combate ao crime organizado realizado pelo MPAM. Trata-se de um trabalho belíssimo, desenvolvido com o intuito de restringir esse mal dentro da nossa sociedade, com apoio e colaboração da CDL. Acreditamos nos resultados positivos e aguardamos, o mais rápido possível, para a assinatura do convênio, em prol da segurança do nosso Estado”, afirmou Ralph Assayag.

%d blogueiros gostam disto: