Uncategorized

“O povo não se rendeu”, afirma Keitton Pinheiro durante diplomação

Coari (AM) – Onze dias após vencerem as eleições suplementares de Coari, Keitton Pinheiro (Progressistas) e seu vice Edilson Lima (Republicanos) foram diplomados na manhã desta quinta-feira (16), no Auditório Municipal Silvério Nery. O evento realizado pela Justiça Eleitoral, confirma ambos como legitimamente eleitos para exercer o cargo de prefeito e vice-prefeito respectivamente.

Em seu discurso, Keitton destacou a importância do respeito ao voto popular. “Durante toda a campanha, me dediquei a afirmar que a vontade do povo de Coari deveria ser respeitada. E ao dizer isto, estava deixando clara a posição de nosso grupo político sobre as eleições. Sempre vencemos no voto. Acreditamos que a voz e a vontade do povo se expressa na urna”, disse afirmando que se o resultado fosse outro, seu grupo respeitaria, já que não são adeptos do “tapetão”.

O termo “tapetão” é utilizado pelo grupo de Keitton para se referir às tentativas de obter o poder por outros meios que não seja pelo voto.

Fazendo considerações sobre como a Constituição dá ao povo a supremacia do poder, o prefeito eleito lembrou os excessos que seus adversários cometeram com o objetivo de desrespeitar o direito do povo em escolher. “Houveram tentativas claras de amedrontar o povo, se valendo de notícias falsas, de abuso de poder político, mas graças a Deus homens e mulheres de valor, ocupando os mais diversos postos de responsabilidades não se renderam. O povo não se rendeu. Alguns pagaram o preço por não terem se rendido à opressão e foram transferidos, demitidos ou ameaçados. Mas se mantiveram firmes pois nunca lhes faltou a clareza de quem são seus verdadeiros patrões: o povo”, afirmou.

“Tenho ouvido muito que Coari deu uma grande lição política. Na verdade Coari mostrou seu valor indo para as trincheiras defender sua cidadania. E aqui está a grande lição. Nunca devemos nos render à opressão. Precisamos ser resistência sempre e nunca permitir que a estrutura que deveria proteger os cidadãos seja utilizada contra o cidadão”, complementou de forma emocionada. Durante uma de suas passeatas uma viatura chegou a ser direcionada contra os apoiadores, o que gerou uma grande revolta na cidade. As manifestações de Keitton também contava com uma tímida presença de segurança, até que um tiro em um manifestante fez com que a justiça eleitoral pressionasse as forças de segurança para prestar igual policiamento nas manifestações.

“Este diploma é simbólico. E tantas vezes que eu olhar pra ele, sei que vou me emocionar, pois ele vai lembrar pra toda a história de que não fui eu e Edilson quem venceu esta eleição. Nesse diploma vai constar por toda a história que o povo de Coari foi quem venceu. Que as instituições protegeram a soberania popular dessa escolha. E que Coari nunca se rendeu”, finalizou.

Antes de se despedir, Keitton usou uma frase que pode ser o slogan que será utilizado em sua gestão, tendo por inspiração a que usou na campanha. “Parafraseando nosso slogan: Gestão de Coari. Gestão da gente”. Na campanha seu slogan era “É de Coari. É da gente”. A referência é tida no município como uma confirmação de que a nova gestão irá valorizar ainda mais a participação dos coarienses na gestão.

Caberá agora à Câmara de Vereadores definir a data da posse.

%d blogueiros gostam disto: