Uncategorized

Projeto de Lei que prevê assistência religiosa e espiritual é deliberado

Foi deliberado na manhã desta quarta-feira (01/9), em sessão plenária na Câmara Municipal de Manaus (CMM), o Projeto de Lei de número 130/2021 de autoria do líder do Republicanos, vereador João Carlos que assegura na cidade de Manaus os serviços de assistência religiosa e espiritual. A discussão acerca do projeto ganhou destaque no plenário da casa legislativa.

Os vereadores Raiff Matoso (DC) e Yomara Lins (PRTB), que solicitaram a subscrição do projeto, lembraram da importância dos capelães na cidade. “Quero parabenizar o vereador João Carlos pelo projeto de lei, pois o mesmo é de suma importância não só para a saúde mental, mas também espiritual dos manauaras que tanto sofreram com a pandemia”, disse Raiff. “A atuação do capelão já acontece na prática, mas precisamos regulamentar o exercício em nosso município”, lembrou a vereadora Yomara.

Segundo Rodrigo Guedes (PSC), o projeto de lei do vereador João Carlos é de suma importância, pois o Capelão chega onde muita gente não pode adentrar. “O serviço de capelania é de extrema utilidade e necessidade psicológica e espiritual e por isso a importância de ele ser aprovado, dando assim, ainda mais relevância ao trabalho do Capelão para a sociedade”.

Os vereadores Wallace Oliveira (PROS) e Professor Samuel (PL), lembraram da necessidade do Capelão em meio a tempos de pandemia. “Os cidadãos manauaras ficaram abatidos e necessitados de uma ajuda espiritual em meio ao caos vivido durante a pandemia do coronavírus”, enfatizaram.

Para o autor da propositura, os Capelães são homens e mulheres preparados para resgatar vidas, levando aos assistidos o conhecimento da palavra de Deus.

“Além de promover ciclo de palestras e seminários acerca de como viver uma vida melhor, os Capelães são pessoas capacitadas para trabalhar na prevenção da violência, do uso das drogas, contra pedofilia, na recuperação e na reabilitação de viciados, recuperação de pessoas em estado de vulnerabilidade espiritual, além de promover, com sua atividade, a cultura de paz aos assistidos e suas famílias por meio das visitas”, informou.

%d blogueiros gostam disto: