Uncategorized

Urina preta: MPAM pede que FVS apresente proposta de combate a doença em Itacoatiara

O Ministério Público do Amazonas se reuniu nessa última quarta-feira, 08, com a Fundação de Vigilância e Saúde, para conhecer as medidas de controle e enfrentamento ao surto de Rabdomiólise, no município de Itacoatiara.

A Rabdomiólise é uma doença caracterizada pela destruição das fibras musculares. Conforme os tecidos musculares são acometidos, diferentes substâncias são liberadas na corrente sanguínea, afetando rins e sistema urinário, causando mais sintomas para o indivíduo.

Segundo a FVS, não se pode afirmar que a Rabdomiólise está associada ao consumo de algumas espécies de peixes.

“Como estratégia de atuação, foi emitido comunicado de risco e nota técnica, já existe um grupo de trabalho com envolvimento de outras secretarias, como: agricultura, pesca, EMBRAPA, INPA, Hospital Universitário Getúlio Vargas, Fundação de Medicina Tropical, Fundação de Vigilância e Saúde. Todos estão envolvidos na investigação das possíveis causas da Rabdomiólise, uma vez que não se pode afirmar a causa da associação da doença com o consumo de peixe”, explica Tatyana Amorim, Diretora Técnica da FVS.

Atualmente, existem 37 casos da doença, com 01 internação hospitalar no município. Notificados, são 55 casos em Itacoatiara.

“Houve uma reunião com as equipes médicas, equipes de laboratório, para discussão e apresentação de Nota Técnica – feita pela Coordenadora do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância e Saúde. Além da realização de protocolo de manejo clínico, ou seja, uma orientação para a equipe médica de assistência sobre quais as melhores medidas a serem tomadas diante de um paciente com Rabdomiólise, bem como tratamento, exames a serem solicitados, encaminhamentos médicos e como avaliar a evolução clínica do paciente,” declarou o Diretor de Assistência Médica Dr Antônio Magela.

O Ministério Público acompanha a atuação do Governo do Amazonas para que a situação seja contida e o número de vítimas diminua.

“A visita da FVS é uma demanda do Ministério Público, que acompanha, em todo o Estado do Amazonas, as medidas de segurança de saúde garantido à sociedade o direito e a proteção necessária,” reitera o PGJ.

%d blogueiros gostam disto: